Depois do domínio do fogo, a invenção da roda impulsionou o homem para o caminho que o trouxe até os dias de hoje, em velocidade de uma autobahn, talvez. Esse novo artifício, facilitador de tantas conquistas, também pertence ao topo de admirações de Moraes. Em "Vertigem", o círculo sem começo e sem fim, remonta a diversos ciclos experimentados por ele. Linhas se assimilam a pinceladas elétricas para também representarem dois outros elementos essenciais: a comunicação escrita e o estar sempre em movimento, registrados agora através da expansão de pixels em vertentes de azul. Outro detalhe é a empatia pela Lua, como na série "Lunar", que aparece aqui e ali - através das formas circulares vertiginosas ou com visões de um terreno indefectível.
Scripturam
Scripturam
Nulla terram
Nulla terram
Electricae
Electricae
**  Medidas personalizadas podem ser produzidas sob encomenda, desde que se mantenha a integridade da obra como um todo, com avaliação feita pelo artista.
Enviar
Thank you!
Topo da Página